Notícia

Leite - 29/11/2021 - Preço do leite pago ao produtor registra grande queda


Produtores estão preocupados com o futuro do negócio

Após meses de preços altos, o produtor começa a amargar quedas sucessivas no preço do litro de leite. De acordo com levantamento do Conselho Paritário Produtores / Indústrias de Leite do Estado do Rio Grande do Sul (Conseleite) o valor para o mês de outubro ficou em R$ 1,64 o litro, 4% abaixo do consolidado de setembro (R$ 1,7149).

Segundo o coordenador do Conseleite, Alexandre Guerra, enquanto o aumento acumulado nos custos industriais é de 33%, a reposição de preço do leite ao varejo foi de apenas 12,8% nos últimos 12 meses.

“É uma conta que não fecha”, justificou. Consciente que o setor está entrando em um momento delicado, o dirigente informou que, em 2021, a indústria vem trabalhando sem margens e que é preciso repassar algo ao varejo.

A queda dos preços pagos ao produtor de leite mobiliza entidades que representam a categoria em busca de soluções para o problema. Uma das alternativas em discussão é a reivindicação da adoção de compras governamentais, medida defendida pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag/RS).

No comparativo de setembro de 2020 com setembro de 2021, a ração subiu 26,5%, o diesel, 65%, e a ureia e os fertilizantes, 120%. O vice-coordenador do Conseleite, Rodrigo Rizzo, argumentou que as dificuldades de rentabilidade do setor são enfrentadas tanto por indústrias quanto por produtores.

Informações que chegam ao Guia Crissiumal destacam que produtores de Crissiumal receberam preços à menor de até R$ 0,40 por litro neste mês.

Para amenizar a situação, os produtores clamam que se busque novos mercados, principalmente no exterior, de forma a diminuir a dependência e a volatilidade que se tem em relação ao mercado interno.

 

Fonte Colaborativa: Agora No Vale

Postado: Clécio Marcos Bender Ruver
Vídeos

Bem Estar Natural em novo endereço




Posse Prefeito e Vereadores