Notícia

Clima - 13/12/2010 - Vendaval em Cerro Largo obriga 300 famílias a deixar suas casas


Chuva alaga residências em Santa Rosa, no Noroeste do Estado

Em Cerro Largo, na região  das Missões, cerca de 300 famílias tiveram as casas completamente destelhadas por um forte vendaval que atingiu o município por volta das 6h30min deste domingo. A cidade está sem energia elétrica e sem telefone porque postes foram arrancados. Pelo menos três escolas estaduais estão sem telhado, o que obrigará a suspensão das aulas nesta segunda-feira a mais de dois mil alunos.

Conforme o prefeito Adair José Trott, um armazém com aproximadamente 70 mil sacas de soja foi totalmente destruído. “Eu acho que foi um tornado, porque, por onde o vento foi passando, foi arrancando tudo”, conta. Duas pessoas ficaram feridas e tiveram atendimento no hospital de Cerro Largo.

Trott acredita que 200 árvores caíram e bloqueiam, neste momento, estradas, ruas e avenidas. A prefeitura está trabalhando para a retirada de troncos e galhos. O prefeito calcula que o fornecimento de luz e telefonia só deve ser reconstituído na metade da próxima semana. A Defesa Civil Estadual chegou por volta das 12h30min no município.

Em Mato Queimado, foram 100 mm de chuva. A Defesa Civil municipal percorreu as áreas rurais, mas não foram registrados estragos. Cerca de 20 árvores caíram em ruas da cidade, e algumas residências foram danificadas. Não há registro de desabrigados.

Em Guarani das Missões, conforme o prefeito Casimiro Warpechowski, a chuva torrencial que caiu entre 7h45min e 8h15min deste domingo destelhou casas e arrancou árvores. Os estragos maiores foram registrados no interior da cidade. Um balanço mais detalhado deve ser conhecido no final desta tarde.


Santa Rosa

A chuva que atinge Santa Rosa desde a madrugada de sábado alagou 20 casas na manhã deste domingo, no Noroeste do Estado. Até agora, são 139,2 mm de precipitação acumulada. As famílias tiveram suas casas invadidas pelas águas do rio Pessegueiro, que corta a cidade, e estão sendo removidas para um abrigo improvisado no Parque Municipal de Exposições. Soldados do Exército foram acionados para auxiliar na operação.

Segundo Corpo de Bombeiros de Santa Rosa, as casas alagadas localizam-se nas vilas Bom Retiro, Santa Inês, Barro Preto, Bom Sucesso e Balneária. A entidade e a Defesa Civil local estão removendo as famílias ao abrigo improvisado, mas há algumas resistências em abandonar as casas.

Segundo Valdir da Silva Melo, coordenador da Defesa Civil de Santa Rosa, 35 pessoas de 12 famílias já estão no abrigo. A chuva segue no município, mas, segundo a Defesa Civil, o rio parou de subir e está com o nível estável. Como a chuva forte pode voltar, as famílias foram deslocadas por medida de segurança.

Chuva

O acumulado pluviométrico, até agora, é mais alto no Oeste e Noroeste do Estado. Em São Borja, no Noroeste, já eram 226,6 mm do começo do fim de semana até às 12h deste domingo, sendo a maior parte hoje. Já em Santo Augusto, no Norte, são 122 mm; em Palmeira das Missões, no Norte, 101,4 mm; em Santiago, no Sudoeste, 76 mm; em Dom Pedrito, 46 mm.

Conforme previsão da MetSul Meteorologia, a temperatura também já despencou em algumas regiões, com presença de vento forte - no Chuí, são 96 km/h. Nas próximas horas, esfria muito na fronteira com o Uruguai e na região Sul.

Felipe Dorneles / Correio do Povo
Marjulie Martini / Rádio Guaíba

Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaiba
Postado: Clécio Marcos Bender Ruver
Vídeos

Apresentações de Final de Ano EMEI Neli Ilse Thomé




Apresentações de Final de Ano EMEI Mirian G. de Souza




Segunda-Feira - 16/12/2019 Natal Solidário de Crissiumal

Atrações: GEMP e Banda Marcial de Crissiumal Local: Palco de Eventos

Quarta-Feira - 25/12/2019 Tradicional Baile de Aniversário da Banda Danúbio Azul

No CTG Estância da Saudade