Notícia

Agricultura - 30/06/2020 - Presidente da Cotrimaio explica atraso no pagamento de grãos a agricultores


Cooperativa teria tomado calote de outra empresa

Agricultores que entregaram a soja colhida neste ano para a Cotrimaio tiveram uma surpresa desagradável ao perceberem que os pagamentos agendados para a semana passada não tinham entrado em suas contas. Há relatos também de não pagamento de contratos futuros da oleaginosa e de trigo.

O atraso no pagamento dos valores foi confirmado nesta segunda-feira (28) pelo presidente da Cotrimaio, Silceu Dalberto, em entrevista à Colonial FM. Dalberto estima que o atraso atinge, no máximo, 20% do total de contratos.

Conforme ele, a cooperativa não conseguiu honrar os compromissos com todos os produtores até o momento em razão de uma série de fatores negativos que tem como pano de fundo a pandemia de coronavírus, que acabou atingindo a economia mundial, inclusive o mercado internacional de grãos.

- Além disso, também houve neste ano a estiagem que afetou a produção de soja e frustrou a expectativa de recebimento em grãos nos armazéns da cooperativa.

Mas o principal motivo, segundo o dirigente, é que a Cotrimaio sofreu o calote de uma empresa em valor considerável que desiquilibrou as finanças da cooperativa.

Para colocar as contas em dia, ele revelou que a Cotrimaio está cobrando valores que tem a receber. Dalberto disse que desde 2013 vem trabalhando arduamente para conduzir a liquidação extrajudicial, com continuidade de negócios, da Cotrimaio e, neste sentido, pediu que os agricultores com valores a receber compreendam a situação e tenham paciência:

- São sete anos de recuperação e não será por causa do atraso de alguns dias que vamos desistir. Em todas as nossas unidades estamos renegociando com os produtores. Aqueles que tiverem interesse podem pegar os valores ou parte deles em insumos para a lavoura. Também vamos repassar recebíveis (créditos que a cooperativa tem a receber) diretamente aos produtores interessados – explicou Dalberto.

A unidade de recebimento de grãos de Pejuçara está fechada temporariamente depois que um agricultor retirou por conta própria os grãos que havia entregue à cooperativa sem receber o pagamento na data prevista.

 

Fonte: Rádio Colonial

Postado: Leila Ruver
Vídeos

Frio e Geada 04.07.2020




Julinha volta a Crissiumal