Notícia

Vera Academia - 11/11/2016 - Coluna Vera Academia dia 11112016


O que é a dor do ciático?

 

O maior nervo do corpo pode passar por apertos, literalmente. Saiba onde surge o problema e quais as soluções para apaziguar as crises.

 

1. Escape na coluna: Em 90% dos casos, a citalgia, nome que os médicos dão à encrenca, é causada por uma hérnia de disco na região lombar. Essa condição é marcada pela ruptura do material gelatinoso que fica entre uma vértebra e outra. Daí, o disco solto passa a pressionar um dos nervos que formam o ciático, já no finalzinho da coluna. O resultado disso é inflamação e dor.

 

2. Abraço de urso: Uma segunda causa de problema no ciático é a síndrome do piriforme. É que o nervo passa bem no meio de um músculo que fica na região dos glúteos. Se as fibras dele enrijecem, por causa de uma contratura ou outra lesão mais séria, ocorre um estrangulamento do nervo. Felizmente a síndrome que sufoca o ciático é mais rara.

 

3. Caminho tortuoso: O ciático é o nervo mais comprido do corpo, vai do quadril até o pé. Ele tem a função de movimentar e dar sensibilidade aos membros inferiores. A dor segue por todo esse trajeto: começa na base da coluna e irradia pelas nádegas, parte de trás da coxa e da perna. Normalmente só um lado do corpo é afetado. Algumas pessoas dizem sentir pontadas, enquanto outras reclamam de queimação e fraqueza.

 

Outros culpados pela dor são: postura errada por muito tempo, carregar peso demais, fraturas na coluna, tumores, diabetes e herpes-zóster.

 

De medicamentos a exercícios, existem diversas soluções terapêuticas contra problemas no ciático, cirurgia é o último recurso. Analgésicos e anti-inflamatórios costumam ser prescritos para trazer alívio. São uma saída de emergência e predem eficácia com o tempo. A fisioterapia trabalha posições e movimentos específicos para atenuar a dor. Aparelhos que emitem estímulos elétricos na pele também são utilizados. Pilates e RPG ajudam a manter a coluna ereta e livre das hérnias de disco. Ainda fortalecem os músculos que protegem as costas. Devem ser evitadas atividades físicas de impacto, como corrida ou futebol. O indicado é partir para uma caminhada leve, musculação ou modalidades aquáticas, como a hidroginástica. O efeito na dor da acupuntura já está comprovado. As agulhadas relaxam toda a musculatura e fazem liberar endorfina, substância que traz aquela sensação de bem-estar. A massagem pode servir como coadjuvante no tratamento. Os toques reduzem a tensão no corpo e soltam os músculos, que estavam travados por causa da inflamação. Os especialistas só lançam mão do bisturi se todas as alternativas anteriores não deram resultado. O procedimento corrige sobretudo as hérnias de disco.

Postado: Leila Ruver
Vídeos

Dia D Combate ao Aedes 2017




Assembleia STR 24.03.2017