Notícia

Vera Academia - 11/10/2018 - Coluna Vera Academia do dia 11 de outubro


Desapegue do refrigerante

Infelizmente, eles ganham cada vez mais espaço no mercado, sendo o segundo tipo de bebida mais consumida no mundo após a água mineral. Eles sempre foram condenados pelo fato de possuírem muito açúcar, então, muitas pessoas optam pelas versões dietéticas, porém, ambas oferecem malefícios à saúde e boa forma. Veja a seguir o que há no refrigerante que você consome: Água – Cerca de 85-90% do refrigerante é água;. Sulfato e Cloretos – Auxiliam na definição do sabor;. Metais – Ferro, cobre e manganês; . Bicarbonato e ácidos – Interagem entre si para manter a acidez do refrigerante alta e não degradar o produto; Açúcar e/ou adoçantes – Edulcorantes como ciclamato, sacarina, etc, adoçam o produto; Acidulante – Realça o paladar e baixa o pH da bebida, para deixa-la ácida e evitar proliferação de bactérias; Conservantes – Ácidos que evitam a alteração de sabor e cor da bebida (Benzoatos/Sorbatos); Dióxido de carbono – A carbonatação realça o paladar, aparência e sensação de refrescância da bebida. O CO2 causa pressão interna também.

Como se pode observar são vários os produtos químicos que compõem o refrigerante, porém, colocando essas informações na prática, podem-se listar vários malefícios dos refrigerantes quando consumidos em excesso, ou seja, mais de 350 ml por semana:

1. Ganho de peso/obesidade/celulite – os refrigerantes adoçados com açúcar são uma porta aberta para a obesidade. Um excesso de calorias consumido em pouco tempo irá facilitar o ganho de gordura corporal, uma vez que essas calorias virão de açúcar refinado, que é facilmente estocado no corpo como reserva de energia, ou seja, gordura. E principalmente para as mulheres, o excesso de açúcar facilita o acúmulo de celulite pelo corpo;

2. Gastrite/úlcera/azia/gases – devido aos diversos produtos químicos e ácidos + o gás contido na bebida, o consumo frequente pode desencadear diversos desconfortos gástricos e intestinais. Além do que, o consumo do refrigerante “estufa” o estômago muito rápido, dilatando-o e aumentando a circunferência abdominal;

3. Desidratação – Se o refrigerante for consumido no lugar de água, sucos, chás e outras bebidas hidratantes, o indivíduo pode entrar num estado de fraqueza, dor de cabeça, coração acelerado, redução de rendimento nos esportes, estudos e atividades diárias;

4. Vício – Os refrigerantes, principalmente os à base de cola, possuem muitas substâncias estimulantes, entre elas a cafeína, que tem um potencial efeito viciante, então por isso muitas pessoas são viciadas em Coca Cola, por exemplo;

5. Sensação de inchaço/peso – Devido ao fato dos refrigerantes possuírem muitos gases e sódio, o seu consumo frequente irá facilitar a retenção de água no corpo, causando uma horrível sensação de peso extra e inchaço, o que prejudica a estética, circulação, rendimento esportivo, aparência da pele, etc;

6. Deficiências nutricionais – Muitas pessoas substituem refeições por doses e mais doses de refrigerantes e como esses produtos são ricos em calorias vazias, um nível de desnutrição poderá ocorrer;

7. Refrigerante 0% -  Os refrigerantes diet possuem altos níveis de adoçantes à base de sódio, o que aumenta a pressão arterial, provoca retenção hídrica no corpo sob a pele e facilita a celulite da mesma forma.

 

Postado: Leila Ruver
Vídeos

Trilhão 2018




Eleições 2018 em Crissiumal




Quinta-Feira - 18/10/2018 Jantar IECLB Vinda do Pastor Dieter Brandt e sua família

Homenagem na Igreja as 19 horas, após jantar no Paroquial Evangélico.Fichas a venda na secretaria, Agro-Tec Relan e HCC. Valor R$ 15,00. Trazer talheres. Somente com reservas até q

Sábado - 17/11/2018 Baile da cuca e linguiça Escolinha Rubro-Negra

Local: CESIC Animação: Felicio e Banda. Fichas a venda R$ 40,00 o casal